Centenas de players que tentavam usar cheats em Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e Apex Legends foram vítimas de um novo golpe. De acordo com a empresa inglesa de cibersegurança Sophos, jogadores foram atraídos por programas que prometiam ser hacks dos games, mas na realidade baixaram um vírus chamado “Baldr”. O programa malicioso extrai dados pessoais e bancários do usuário em poucos segundos e as informações podem ser vendidas na dark web. A empresa não divulgou o número exato de vítimas, mas destacou que brasileiros estão entre os principais afetados.

Vale lembrar que usar hacks e cheats em jogos competitivos como CS:GO e Apex Legends é considerado uma trapaça e, por isso, é proibido. Além de ser um risco para a saúde dos PCs e a segurança dos dados pessoais do usuário, a prática pode levar ao banimento temporário e até permanente dos jogadores trapaceiros.

Vídeos com links para download do Baldr circularam por canais e chats de jogos — Foto: Reprodução/Gabriela Rodrigues
Vídeos com links para download do Baldr circularam por canais e chats de jogos

No golpe, os jogadores são atraídos por vídeos no YouTube que prometem ensinar como trapacear, com títulos como “CSGO Aimbot+Wallhack” e “Apex Legends New Cheat 0.2.1”. Na descrição dos vídeos, é disponibilizado um link para download de uma suposta ferramenta. De acordo com pesquisadores da Sophos, o golpe foi detectado em fevereiro de 2019, e teve seu auge de popularidade por em maio. Foram identificadas cerca de 600 unidades do malware espalhadas pelo mundo, e a maioria dos casos se encontra no Brasil, Rússia e Estados Unidos.

A distribuição de Baldr ainda conta com outros métodos. Foram identificadas a veiculação dos links em vídeos que oferecem versões piratas de programas e jogos, e em chats com temática de games no Discord, na Twitch e no Telegram.

Via SophosKotakuDBLTAP

Check Also

REVIEW E GAMEPLAY NK PUBG LITE

Arquitetura: 64 bits. Sistema Operacional: Windows 10 (1903). Acesso: Privado baseado…